Domingo, 17 de Outubro de 2021
19 9 8882-5790
Coronavirus Vacinas

Alagoas tem quase 90% dos idosos com cobertura vacinal completa contra a Covid-19

Esse número se reflete diretamente no declínio de casos confirmados da doença entre os idosos, bem como, na redução da taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI)

05/08/2021 23h07 Atualizada há 2 meses
Por: Flávio Dias Fonte: Agência Alagoas
Ascom Sesau
Ascom Sesau

Em Alagoas, 89,82% das pessoas (334.831) com 60 anos ou mais já completaram o esquema vacinal, de acordo com dados do Programa Nacional de Imunização (PNI). Esse número se reflete diretamente no declínio de casos confirmados da doença entre os idosos, bem como, na redução da taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para a Covid-19 em Alagoas.

Segundo dados da Central de Regulação de Leitos da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), em maio de 2021, no pico da segunda onda da pandemia, o número de idosos em UTIs para Covid-19 chegou a 345 e a ocupação de leitos de UTI atingiu 92% em Alagoas. Porém, em julho, cuja ocupação desses mesmos leitos chegou a 33%, com 216 idosos internados.

Existe uma relação entre o declínio no número de pessoas idosas hospitalizadas e o avanço da vacinação, conforme explica a infectologista Sarah Dominique Dellabianca, diretora médica do Hospital da Mulher (HM), em Maceió. “Isto se deve ao fato de a vacinação preparar o sistema imunológico contra a Covid-19. Então, quando o indivíduo se expõe àquele patógeno, não há o adoecimento de forma grave na maioria dos casos. Esse é o efeito mais desejado mediante a ação epidemiológica de vacinar a população”, salientou.

Sarah Dominique enfatizou, também, a importância da segunda dose para que o esquema vacinal se complete e a imunização alcance o maior nível de eficácia. “Nem sempre uma determinada vacina consegue ter eficácia com dose única e, desta forma, o sistema imunológico precisa de doses subsequentes para registrar, da maneira mais efetiva possível, a memória contra a doença vacinada, impedindo futuros adoecimentos ou adoecendo-se de maneira branda”, explicou.

A infectologista do HM enfatizou que o distanciamento social, o uso de máscara e a higienização das mãos devem continuar sendo adotados por todos, inclusive, por quem já completou o esquema vacinal, com o objetivo de contenção física do vírus e a queda na transmissão viral.

O secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, destacou a importância de se atentar ao calendário vacinal e tomar a segunda dose quando chegar a data agendada, fechando, assim, os 100% da vacinação dos idosos. Ele enfatizou, também, que o declínio na curva de contágio é reflexo do avanço da vacinação e, consequentemente, na diminuição da ocupação hospitalar.

“Por isso, cada alagoano deve continuar se protegendo e atendendo ao chamado para se vacinar, seja com a primeira ou a segunda dose. É imprescindível completar o esquema vacinal, porque lugar de vacina é no braço”, frisou o gestor da saúde estadual.

E para que as taxas de ocupação de leitos caiam ainda mais, é preciso continuar atentos aos cuidados no combate ao novo coronavírus, inclusive para evitar a proliferação de novas variantes. Por isso, não esqueça:

– Use máscara ao sair de casa;

– Respeite os protocolos de distanciamento social;

– Lave suas mãos com frequência. Use sabão e água ou álcool em gel;

– Evite tocar os olhos, nariz ou boca;

– Cubra nariz e boca com o braço dobrado ou um lenço ao tossir ou espirrar;

– Fique em casa se você se sentir indisposto;

– Procure atendimento médico se tiver febre, tosse e dificuldade para respirar.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.