Publicidade

Perdeu a placa do carro nas ruas alagadas? Detran-AL orienta o que fazer

Proprietários precisam registrar um boletim de ocorrência antes de qualquer outro procedimento.

12/07/2023 às 12h39 Atualizada em 12/07/2023 às 14h23
Por: Redação
Compartilhe:
Ilustração
Ilustração

As fortes chuvas que atingiram Alagoas no fim de semana resultaram em deslizamentos, transbordamento de rios e inundações em várias cidades, levando muitos motoristas a perderem as placas de seus veículos ao arriscarem passar por ruas alagadas. Diante dessa situação, o Detran-AL divulgou orientações para lidar com a perda das placas.

O primeiro passo recomendado é registrar um Boletim de Ocorrência (BO), informando se a placa perdida é a dianteira ou a traseira. Ao abrir o BO, os órgãos de segurança pública e de trânsito serão informados sobre o extravio, o que ajudará a evitar problemas futuros, como clonagem da placa ou multas por conduzir o veículo sem placa. Isso também evitará a perda de pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Após a abertura do BO, o proprietário deve emitir a guia de vistoria por meio do site do Detran-AL e realizar o pagamento. Em seguida, é necessário comparecer a um dos postos de vistoria do Detran-AL para finalizar o processo (veja a lista com endereços disponível no site).

No caso de placas cinzas, será necessário efetuar a mudança para a placa MercoSul. Além do registro do BO e do pagamento da guia de vistoria, o proprietário deverá agendar a Alteração de Características/Dados do Veículo por meio do site do Detran-AL.

No caso de encontrar a placa perdida, os proprietários devem ler o código QR para verificar a autenticidade. Mesmo nessa situação, é recomendado abrir um Boletim de Ocorrência, pois os dados da placa podem ter sido copiados para fins de clonagem futura, o que poderia trazer prejuízos ao cidadão.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários